Entenda o que é dublagem de tecido e para que serve5 min read

Já ouviu falar em dublagem de tecido? Nessa técnica, é possível ter a união de dois tecidos com a ajuda de um processo de adesivação. Com isso, você consegue ter um estofo duplo, o qual garante que o produto tenha mais resistência e firmeza. Esse processo é muito utilizado nas indústrias têxteis e ajuda a manter qualidade do material produzido. Além de ter um material mais elegante e harmonioso.

Quer entender melhor sobre o assunto? Então, continue a leitura do artigo e saiba qual é o objetivo dessa dublagem de tecido, quais são os seus tipos e como fazer! Vamos lá?

Qual é o objetivo da dublagem de tecido?

Essa técnica traz inúmeros benefícios para a peça e para quem as utiliza. Sabe aquela carteira revestida com duas estampas diferentes? Isso já é considerado uma dublagem de tecido, que também pode ser utilizada em estofados, sapatos, calças, entre outros.

Ao ter um produto com dublagem de tecido, é possível ter uma maior resistência e sofisticação da peça. Isso leva a uma maior vida útil do produto. Além disso, dependendo do modo que foi elaborado, também é possível fazer uso dos dois lados da aplicação.

Com essa técnica também consegue-se garantir mais volume, beleza e modernidade ao produto elaborado, tornando-o de extrema qualidade e bom gosto. No entanto, para que seja produzido de forma satisfatória, é preciso entender bem os seus tipos e saber combinar as cores de modo a ficarem em harmonia.

Quais são os tipos de dublagem de tecido?

A dublagem de tecido pode ser realizada de diferentes formas, visto que é possível ser utilizado processos distintos durante a sua elaboração. Entre eles estão: colagem a fogo e com resina acrílica e dublagem PUR e termofilme. Para entender melhor, confira mais sobre cada tipo, a seguir.

Dublagem PUR

Por ser um processo industrial, a dublagem PUR faz uso da cola Hotmelt de poliuretano. Esse método é o mais recomendado para a produção de materiais que precisam manter sua flexibilidade e a permeabilidade do ar nos locais com necessidade de serem dublados.

Dublagem a fogo

A dublagem a fogo é recomendada por ter o melhor custo-benefício. Isso porque sua produção e limpeza conseguem ser realizadas de forma simples e rápida. Além de assegurar que a peça seja de boa qualidade.

Para isso, nesse tipo de procedimento são realizadas acoplagens, na qual não é permitido interferência na finalização do produto. Com isso, garante-se que ele tenha uma maior resistência na hora de lavar, por mantê-lo com boa respirabilidade.

Dublagem termofilme

Com a dublagem termofilme consegue-se ter uma maior resistência a água, sem haver prejuízo em sua textura. Entretanto, para que isso seja possível, essa técnica faz uso de filmes termocolantes industriais e de máquinas específicas, tornando-o um procedimento muito utilizado para confecção de diversos produtos, como vestuário e sapatos.

Dublagem acrílica

Nesse tipo de dublagem, são utilizadas resinas acrílicas e substrato adesivo à base de água para serem realizadas as colagens das estampas. Esse processo é mais recomendado na elaboração de produtos porosos, com o objetivo de ter um material original e macio.

Como é feita a dublagem de tecido passo a passo?

A dublagem de tecido é uma técnica que pode ser realizada nas grandes indústrias e em casa. Para você entender melhor como funciona esse processo, vamos apresentar um passo a passo sobre esse método. Antes disso, veja o material a ser utilizado:

  • tecido principal — dê preferência aos que são 100% algodão;
  • cola pano — tenha atenção a marca do produto, pois tem algumas que não são de boa qualidade;
  • plástico para proteger a superfície;
  • pincel chato;
  • ferro de passar;
  • tecido base para o produto. Ex: americano crú, TNT, tricoline, sarja leve, entre outros.

Primeiro passo

Após escolher o tecido de algodão, corte um pedaço. Em seguida, faça o mesmo com a estampa base do produto, mas de forma que ele fique um pouco maior do que o primeiro material.

Segundo passo

Cubra a mesa com um plástico para não sujar a superfície. Em seguida, abra o tecido base na mesa e passe a cola com o pincel sobre ele, de forma uniforme. É importante ter atenção a esse passo, pois a cola não deve ficar acumulada em nenhuma parte e não pode ser transferida para o pano principal.

Terceiro passo

Pegue a estampa base e coloque-a sobre a outra que foi espalhada a cola. É preciso ter cuidado para não formar bolhas no material. Entretanto, caso isso aconteça, descole os panos rapidamente, coloque mais cola no material e junte-os novamente.

Quarto passo

Agora, é preciso esticar o tecido. Para isso, pode ser utilizada uma espátula de plástico. Nesse processo, faça um movimento de direção do centro até as bordas. Após verificar que o produto está uniforme e sem bolhas, é só deixá-lo secar, de acordo com as recomendações da cola. Normalmente, esse tempo leva em média 72 horas.

No entanto, caso queira acelerar o processo de secagem, é possível fazer uso do ferro na posição de vapor. Mas é bom lembrar: depois, quando ele estiver frio, é preciso limpá-lo com um pano macio e um pouco de álcool, para evitar que seja danificado.

Com essa dublagem é possível elaborar uma bolsa, uma necessaire, uma carteira ou um estojo, por exemplo. Com a ajuda de maquinários específicos e de mão de obra especializada, esse processo é acelerado, sendo possível a produção em larga escala e com maior qualidade.

A dublagem de tecido é um processo que vem para otimizar o trabalho tanto dos pequenos empresários quanto das grandes indústrias, otimizando sua produção com a confecção de produtos que estão na moda e atendem aos gostos de seus clientes. Além disso, oferece produtos finais muito mais resistentes, de fácil lavagem e com design moderno. Tudo isso ajuda a empresa a ter mais lucro e notoriedade no mercado de atuação.

Gostou das informações que apresentamos ao longo do artigo? Então, assine nossa newsletter para ficar por dentro desse e de outros assuntos de seu interesse! Garantimos que você não vai se arrepender!