Inovação na indústria: como se destacar em setores competitivos?6 min read

Em um mercado cada vez mais dinâmico e com avanços tecnológicos tão rápidos e impactantes, a inovação na indústria é um fator de sobrevivência obrigatório. Além de garantir a saúde do negócio e criar diferenciais nos produtos e serviços, ela tem sido uma das receitas para que muitas empresas consigam se manter vivas em cenários de crise.

Existem muitas maneiras de inovar e elas repercutem diretamente nos resultados do negócio. A atualização nos modelos de gestão e a modernização da cultura de trabalho são exemplos que, embora não tenham relação direta com o produto final, são capazes de influenciar toda a cadeia produtiva.

Para falar um pouco mais a respeito de como se destacar em setores onde a competição é permanente, separamos algumas ideias que podem trazer resultados de impacto. Confira!

Como implementar a inovação na indústria?

O primeiro passo para iniciar uma estratégia de inovação é garantir que a empresa já esteja operando sob dois pilares fundamentais: baixo custo de produção e alta qualidade. Somente após esses desafios terem sido devidamente ultrapassados, será possível inovar. É preciso compreender que a inovação nem sempre representará a criação de um novo processo. Ela também pode estar configurada sob melhoria de algo que já existe.

Para criar ou modernizar algo, é preciso estar alerta para os resultados do negócio e para o comportamento do mercado e do consumidor. Assim, você poderá identificar claramente as oportunidades de melhoria ou de imaginar algo novo, que se diferencie da concorrência e ganhe destaque entre os clientes.

Algumas áreas possuem maior potencial para mudanças e aperfeiçoamentos. Vejamos quais são elas.

Produto

O ponto inicial a ser avaliado, quando se fala em produto, é ter uma visão muito nítida de quem é o público. Novidades ou renovações que aconteçam sem o objetivo claro de atender a demanda representarão perda de tempo e dinheiro.

O conceito de inovação nos negócios tem relação direta com atender uma necessidade e trazer um benefício diferenciado ao seu consumidor. Portanto, ainda que a ideia seja uma simples mudança de embalagem ou uma nova aplicação para a peça, ela precisa ir ao encontro do que o cliente busca. Tem que ser algo que realmente faça a diferença e que as pessoas queiram conhecer.

Processo

Cada procedimento da linha de produção é formado por etapas que podem ser revistas e aprimoradas. Uma das formas de fazer isso é a normalização. Implementar normas técnicas de qualidade contribui para melhorar o nível dessa área nos processos e produtos, o que faz crescer a competitividade.

Outro mecanismo importante são as métricas de resultado. Mensurar tudo o que é feito serve de base para o mapeamento e a análise de desempenho. Para conseguir acompanhar o mercado, novas métricas podem ser criadas, de acordo com os objetivos estabelecidos para o momento. Defina as principais e as acompanhe diariamente.

Modelo de negócio

A maneira como ocorre a interação entre o consumidor e a sua marca é o que define um modelo de negócio. Ele deve atender a uma proposta de valor, ou seja, de que maneira a empresa atua para atender as necessidades de seu cliente.

O modelo ideal é aquele que traz um resultado bem-sucedido em tal experiência. Para atingir esse patamar, é preciso realizar testes e acompanhar a execução junto ao consumidor, ouvindo feedbacks e aplicando as melhorias pertinentes. Dessa forma, a empresa tem chances de se tornar relevante e entregar benefícios primordiais.

Cultura organizacional

Apenas para contextualizar, cultura organizacional se refere ao conjunto de valores e condutas disseminados dentro de uma empresa.

Criatividade

Aposte em um ambiente profissional criativo. Isso significa se comunicar abertamente com as pessoas e estimular a participação de comentários e novas ideias. Uma cultura que privilegia a criatividade não pune erros de avaliação ou apostas que não deram certo. Ela procura entender, em conjunto, onde houve a falha e se mobiliza rapidamente para solucionar problemas.

Mudança de hábitos

Qualquer transformação de comportamento exige grandes decisões. A primeira é a mudança de hábitos, que deve ter início entre as lideranças para que sirva de inspiração. Outra possibilidade é a adequação do time, inclusive com a reavaliação do perfil da equipe.

Capacitação do time

Uma ação que traz repercussões poderosas é a capacitação permanente dos funcionários. Aperfeiçoar habilidades e expandir conhecimento são mecanismos para gerar motivação e engajamento. Consequentemente, haverá mais pessoas ao seu lado pensando sobre o avanço do trabalho.

Tecnologia

O tema tecnologia é extremamente amplo e pode influenciar qualquer setor de uma empresa. Desde novas formas de captação de energia até plataformas de compra online, passando pela composição dos tecidos utilizados nos uniformes dos funcionários. Na linha de produção industrial, inovar pode vir da oportunidade de transformar ou adaptar tecnologias para aperfeiçoar performances.

O progresso da tecnologia é cada vez mais abrangente e tem grandes oportunidades de modernização a custos mais baixos, inclusive.

Computação em nuvem

A proposta é ter à disposição, em ambiente online, aplicativos corporativos para quaisquer operações que a empresa necessite. Os reflexos podem ser sentidos na produtividade e na comunicação interna, além da redução de custos com manutenções de TI.

Ferramentas de automação

As ferramentas tecnológicas podem contribuir para automatizar processos, como por exemplo, o sistema de vendas. Softwares especialistas nessa gestão concentram informações, compilam dados e elaboram relatórios extremamente úteis para definir estratégias de atendimento e negociação.

Big Data

Se ampliarmos essa visão de informações para fins estratégicos, podemos pensar em Big Data. Resumidamente, trata-se da estruturação de dados para construir mapas de comportamento de consumo que direcionam tomadas de decisão para o crescimento das vendas.

Interfaces digitais com o cliente

Instrumentos ágeis e baratos para ouvir opiniões e reações, as redes sociais permitem detectar o que as pessoas buscam e o que pensam a respeito de sua marca. Porém, é possível desenvolver novas formas de interação e conexão com o público mais específicas e com direcionamento tático.

Como acabamos de ver, inovar significa reinventar processos e lucrar mais gastando menos. É conhecer profundamente as demandas do público e buscar atendê-las com algum diferencial. Requer investimento de tempo e dedicação, mas vale a pena, pois é a garantia de ser lembrado no mercado. O início pode acontecer a partir de pequenos projetos que, ao atingirem bons resultados, passam a ganhar escala.

A inovação na indústria deve ser algo constante. Até porque empresas com mentalidade inovadora têm uma tendência a serem mais sustentáveis por aprenderem a sobreviver a dificuldades e imprevistos.

Uma das maneiras de estar em contato com novas ideias e tendências, além de trocar experiências com outros empreendedores do setor têxtil, é participar das feiras especializadas. Nelas, acontecem palestras e encontros com produtores, fornecedores de matéria-prima e serviços, e clientes. É um ambiente natural de inovação e conhecimento.

Para receber novos conteúdos, assine nossa newsletter e acompanhe novidades e agenda de eventos do setor têxtil!