FCEM Febratex GroupNOTÍCIASIndústria têxtil Conheça os principais tipos de costura para nível industrial5 min read

Conheça os principais tipos de costura para nível industrial5 min read

O setor têxtil é cheio de detalhes, pois existe uma ampla quantidade de tecidos, linhas, agulhas e aparelhos que podem auxiliar o profissional no momento de confeccionar as peças de sua linha de produção. Além do mais, há muitos métodos e tipos de costura indicados para auxiliar no processo de criação.

Nesse sentido, é essencial realizar pesquisas e conhecer algumas técnicas de costura mais refinadas e especializadas, para saber costurar e criar peças de roupas em nível industrial. É importante destacar que uma ótima opção é realizar cursos de aperfeiçoamento e atualização ou assistir algumas aulas de corte e costura profissional.

Desse modo, continue a leitura e saiba agora quais são os principais tipos de costura para o nível industrial!

Principais tipos de costura

Muitas técnicas de costura ajudam a vida do profissional na hora de juntar os tecidos de uma roupa. Entretanto, a prática escolhida pelo costureiro interfere no modelo do acabamento interno da roupa, na característica do lado contrário da peça. Então, confira as principais e saiba qual é a melhor opção para você.

Costura aberta

A costura aberta é um tipo de costura mais básica e também muito usada pelos profissionais da área, pois é possível fazer uma peça de roupa apenas com a aplicação desse método. Para realizá-la, é preciso overlocar todas as peças e, em seguida, juntá-las na máquina reta.

Ao finalizar esse procedimento, o costureiro precisará abrir as margens da costura, uma para cada lado, com um ferro de passar roupa. Dessa forma, quando percebemos o acabamento de uma peça que tem as margens do tecido em lados contrários, podemos certificar que o profissional usou a prática de costura aberta.

Geralmente, esse processo de costura é usado para colocar um zíper, fechar as laterais e os ombros de peça, pregar uma manga, ou até mesmo para ocasionar um acabamento perfeito na roupa. Além do mais, esse modelo é achado, especialmente, em tecidos planos, ou seja, panos que não apresentam elasticidades e em peças femininas e de alfaiatarias.

Costura fechada

O procedimento da costura fechada é um dos tipos mais comuns. Para efetuá-la, primeiro costura-se com a máquina reta e, somente depois, é realizado o acabamento com overloque. Saber realizar esse procedimento é muito importante, pois o mercado exige que a maioria dos costureiros saiba realizar esse tipo de acabamento.

Costura francesa

A costura francesa apresenta um acabamento perfeito quando é usada em tecidos transparentes, como em organza, chiffon e seda. Também pode ser usada quando você não desejar overlocar o tecido. Para aplicá-la, no primeiro momento você precisa colocar as peças com o lado direito do tecido para fora e costurar com a máquina reta, usando uma margem de aproximadamente 0,5 cm.

Após esse procedimento, vire essa margem para dentro e passe o ferro para costurar novamente usando uma margem de 0,5 cm, consumindo 1 cm, da costura total. Além do mais, a costura francesa pode ser usada para pregar manga de blusas femininas, pois, quando ela for finalizada, não mostrará a costura de overloque.

Principais tipos de máquinas

As máquinas de costura consistem em um equipamento profissional usado no ramo de confecção para fazer reformas em diferentes panos. Os instrumentos manuais e automáticos estão presentes em indústrias, ateliês e também em residências. Contudo, para ajudar os procedimentos de costuras, o mercado disponibiliza modelos destinadas a diversas funções, como criação de jeans, malhas, lã, entre outras opções.

É necessário destacar que os profissionais de costura que procuram uma máquina ágil com reduzida manutenção podem selecionar o modelo mais adequado ao perfil dos tecidos a serem trabalhados. Pensando nisso, confira quais são os principais tipos de máquinas de costura presentes no mercado!

Máquina de Overloque

A overloque é um instrumento de costura muito conhecido pelos costureiros, tendo se tornado cada vez mais desejado por esses profissionais. Isso ocorre porque essa máquina faz duas tarefas ao mesmo tempo, o chuleio e a costura. Por essa razão, ela é comumente usada para realizar excelentes acabamentos de peças de roupas industriais, justamente pelo processo de criação ser muito mais ágil com o seu uso.

Máquina de interloque e galoneira

Essa máquina é ótima para realizar costuras retas, tendo três agulhas que facilitam e aceleram a produção. A máquina é recomendada para tecidos elásticos e conta com o benefício do tamanho pequeno, sendo de simples locomoção. O modelo galoneira também atende a criação de malhas, contudo, ajuda na inserção de elásticos em peças íntimas e viés.

Máquina caseira

A máquina caseira é indicada para pessoas que estão iniciando o processo de costura. O modelo apresenta meios para fazer pontos decorativos, zig zag, inserção do zíper invisível, produção de nervuras, acabamentos em seda e franzidos, além de ter fácil manuseio. O benefício principal é realizar trabalhos em diferentes tecidos.

Máquina travete

Esse tipo de máquina é muito conhecida no setor da costura. A missão da ferramenta é realizar travas em bolsos de calças jeans, colocar zíperes e fazer o local que o cinto passa.

Bordadeira industrial

Esse instrumento é um modelo maior. A bordadeira computadorizada apresenta programas que facilitam bordados em baixo ou alto-relevo. Sendo assim, a máquina valoriza a criação das peças industriais e disponibiliza suportes para distintas linhas de bordados.

Pespontadeira e fechadeira

Essas máquinas são recorrentes em indústrias de jeans, pois realizam o pesponto dos tecidos pesados. O equipamento pode ser colocado sobre mesas e conta com duas a três tipos de agulhas. Além do mais, a fechadeira tem o intuito de inserir cós, ombros e efetuar acabamentos laterais.

Como mostramos, existem vários tipos de costura e diferentes máquinas para realizar um processo eficiente. É perceptível que são muito parecidos, mas fazem toda a diferença no acabamento das roupas. Por esse motivo, selecione a máquina e a técnica que proporcionarão um resultado de boa qualidade e que estejam de acordo com o tecido usado na peça.

Gostou do nosso post? Então, aproveite para assinar nossa newsletter e ficar por dentro desse e de outros importantes conteúdos sobre os processos de costuras presentes no mercado têxtil!