5 informações importantes sobre a impressão digital têxtil4 min read

A impressão digital têxtil se refere a várias técnicas de aplicação de corantes e tintas em tecidos a partir de jatos mecanizados. Ela é muito versátil e pode executar diversas tarefas dentro de uma fábrica: desde impressão de estampas em camisetas até a confecção de padrões em rolos de tecido de grande porte.

A grande vantagem é que, atualmente, há vários fornecedores de equipamentos no mercado — o que permite à sua empresa oferecer os melhores produtos para seus clientes.

Quer conhecer as informações mais importantes sobre a impressão digital têxtil? Então, acompanhe este post!

1. Funcionamento da impressão digital têxtil

Apesar de popularizada somente nos últimos anos, desde o final da década de 1980, a impressão digital têxtil já estava presente no mercado. Ela surgiu para substituir a técnica manual da serigrafia, que é a aplicação do corante por meio de um equipamento de pressão, como os rolos e as prensas.

Tudo começou com os equipamentos de sublimação de tinta, em que os desenhos eram impressos em folhas de papel especializadas e, dentro do equipamento, a tinta era transformada em gás rapidamente em altas pressões.

Funciona assim, o desenho da folha se fixa nas tramas do tecido, que devem ser majoritariamente sintéticos, como o poliéster e a poliamida. Até hoje, a sublimação é a melhor técnica para esses materiais.

2. Processos de impressão direta

Desde então, as impressoras evoluíram muito e há várias técnicas diferentes de impressão direta em tecido (DTG), que dispensam as altas pressões e temperaturas. Os processos de DTG são específicos para cada fibra e tecido:

  • pigmentada: para tecidos de algodão ou misturas de algodão e poliéster. Funciona de forma semelhante aos jatos de tinta das impressoras tradicionais, mas pode exigir processos de coating e lavagem;
  • reativa: para tecidos com celulose. Pode exigir pré-tratamento de coating e pós-tratamento com vaporização para ancoragem do pigmento e lavagens para retirar o excesso de tinta;
  • ácida: para tecidos, como seda, poliamida, nylon e lã. Utiliza o baixo pH para fixar melhor a tinta em materiais mais exigentes. Precisa de coating específico, vaporização e lavagem;
  • dispersa: especial para poliéster. Além de coating específico, seu pós-tratamento necessita de polimerização para melhor ancoragem, além de lavagens.

3. Tipos de equipamentos

Existem alguns modelos de impressoras específicos:

  • de baixo volume: para negócios menores e que fabricam produtos de menor área superficial, como estamparias de camisetas;
  • de formato largo e médio volume: para quem necessita estampar em maiores áreas, como rolos de tecido, mas não tem uma demanda elevada de produção;
  • industrial de volume alto: imprime em grandes áreas e em grande volume, voltadas para as indústrias.

4. Versatilidade para vários tipos de negócio

Estamparias

Geralmente, as empresas de camisetas menores trabalham com a técnica da serigrafia, a qual é mais lenta e trabalhosa. Atualmente, há vários fornecedores de impressoras têxteis preparados para atender negócios de todos os portes. Com isso, as estamparias podem comprar uma versão menor que atenda à sua demanda, escalando com a aquisição de equipamentos à medida que as vendas cresçam.

Desse modo, elas conseguem realizar a personalização em massa de produtos têxteis para campanhas promocionais e eventos.

Varejo de vestuário

Como há equipamentos capazes de lidar com tecidos de maior extensão, é possível criar coleções de roupas, cortinas, tapetes e roupas de cama utilizando as impressoras, tanto que as grandes varejistas nacionais têm oferecido todos esses produtos.

Rolos de tecido

As grandes atacadistas também podem aproveitar as impressoras digitais para criar rolos de tecidos estampados para revenda.

Marketing

A impressão têxtil também é capaz de confeccionar material promocional, como bandeiras, banners etc.

5. Vantagens

Além de tudo isso, a impressão digital têxtil apresenta várias vantagens. As cores vivas geradas pelos processos de ancoragem permitem uma melhor fixação da tinta no tecido. Além disso, há vários fornecedores de pigmentos buscando desenvolver os melhores produtos.

Ainda, traz mais sustentabilidade, pois gasta menos tinta, além de haver pigmentos biodegradáveis disponíveis no mercado. Por fim, não podemos deixar de mencionar a agilidade, possível graças à automação de grande parte da produção, eliminando a lentidão de vários processos manuais.

Gostou de saber mais sobre a impressão digital têxtil? Quer ficar atualizado com todas as novidades da indústria têxtil para alavancar seu negócio? Siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn.