Antimicrobianos em peças prontas: Aditivo TNS para lavanderias industriais6 min read

O turismo representa 10,4% do PIB mundial (WTTC). No Brasil não poderia ser diferente, chegando a cerca de 8,1% do PIB do país.

E diante de uma pandemia, é notável que a economia global vem sofrendo, principalmente setores que envolvem o turismo, como os hotéis e eventos.

Dessa forma, percebe-se cada vez mais a importância da segurança biológica em nosso dia a dia.

Neste post, apresentamos mais uma maneira de como a nanotecnologia pode contribuir para sociedade, principalmente quando o assunto é segurança diante contaminações cruzadas.

Hotéis, clínicas e indústrias que utilizam lavanderias industriais podem contar com a propriedade antiviral e antibacteriana mesmo em peças já prontas.

Agora, podemos proporcionar segurança extra aos hóspedes de hotéis ao lavar as roupas de cama, por exemplo, com o mais novo aditivo antiviral para lavanderias industriais.

Ou até mesmo reduzir drasticamente a contaminação por vírus e bactérias que encontram-se nos uniformes dos colaboradores de um hospital.

As oportunidades são imensas!

Introdução

Com base na experiência do time TNS, em um dos mais importantes setores de nossa economia, o têxtil, foi visto um grande aumento na demanda da funcionalização para tornar tecidos e peças têxteis comuns em têxteis antimicrobianos (aqueles com proteção a bactérias e vírus).

Atualmente, sabe-se de inúmeras tecnologias aplicadas a fios, tecidos e malhas, porém, na sua grande maioria, as tecnologias disponíveis são destinadas à novas peças, novas coleções que estão em fase de criação e impulsionadas pelo fast fashion.

Após intenso investimento, notou-se que o slow fashion também demanda por tais tecnologias de tecidos antimicrobianos, com isso, mais uma tecnologia e aplicação está sendo disponibilizada no mercado pela TNS.

Motivação para mais opções de aplicação nano no mercado têxtil

Já faz um tempo que não abordamos o tema de crescimento e verticais da TNS em nosso blog. Vale lembrar que há quatro anos atrás a empresa iniciou suas atividades nos setores Agro e Care.

Com tais verticais, atendemos na integralidade às tecnologias demandadas por nossos clientes e conseguimos nos manter na vanguarda tecnológica dada a conexão que tais verticais oferecem.

Um dos importantes pontos que nota-se com a pandemia, é, principalmente, o recesso econômico em setores específicos e a implosão de crescimento em outros setores.

Além da grande diferença entre tais aspectos, uma forte similaridade acontece no tema de bloqueio das viagens corporativas e na falta de matérias-primas, que vão desde especialidades até itens mais comuns, como embalagens genéricas.

Dada tal restrição em matérias-primas e forte recessão em alguns setores, junto a nossos representantes e clientes, vimos a falta de abastecimento em  importantes setores, como o hoteleiro e saúde.

Dados como uma baixa no faturamento no montante de R$41,6 bilhões no mercado de turismo brasileiro se somaram à falta de matérias primas, restringindo a evolução e aprimoramento do setor.

Ainda sobre o turismo, este tema é importante principalmente porque é na baixa rotação de público que este segmento promove reformas e atualizações de equipamentos e itens de conforto, como: televisores, lençóis, travesseiros, tintas e outros.

Portanto, a falta de itens estratégicos, representa perda vezes dois!

Imagine você descansando em um hotel e o andar de cima estar com uma reforma em andamento. Aqui percebemos o porquê de o abastecimento ser tão importante.

Ainda em relação ao setor desabastecido, vimos uma grande falta de EPIs e itens de trabalho para nossos tão valiosos profissionais da área da saúde.

Houve falta de luvas, máscaras, protetores faciais e, até mesmo, jalecos. Já em relação aos leitos, devido às grandes lotações, faltaram itens de cama e as lavanderias superlotaram em pouco tempo.

Proposta da nanotecnologia para segurança da sociedade

Retornando a falar sobre artigos têxteis e a funcionalidade de tecidos antimicrobianos, nos perguntamos:

Sem matéria-prima para confecção de novos artigos têxteis, como a nanotecnologia pode ajudar estes setores?

Fácil! Uma nova versão da tecnologia TNS agora está disponível para lavanderias que atuam com ambos os setores.

Isso quer dizer que mesmo uma peça pronta, seja um jogo de lençol, fronhas, jalecos ou qualquer outra peça têxtil que seja higienizada em lavanderia industrial, agora pode contar com a nanotecnologia.

A tecnologia não é voltada para o público final, ou seja, não podemos manipular e utilizar em nossas casas, mas, normalmente hotéis, hospitais e até indústrias que possuem seu #workwear padronizado, utilizam lavanderias para higienização de peças prontas.

Com isso, a TNS se conecta e atua no fornecimento para mais um importante setor da nossa economia!

Dados? Como utilizar a nanotecnologia em lavanderias?

Muitos dados! Muitos experimentos! Grandes resultados!

Vale lembrar que todas as validações que ocorrem na TNS são inicialmente avaliadas internamente por nosso time de especialistas, seguidas de desenvolvimento prático no setor (neste caso, lavanderia) e então comprovado por laboratórios independentes.

Quando tratamos de avaliação bacteriana, normalmente avaliamos os artigos frente às normas AATCC 147 e AATCC 100. Essas normas são reconhecidas internacionalmente para tal avaliação.

Por se tratar de atividade antiviral, os laboratórios são muitos mais restritos e existem pouquíssimos no mundo! Os artigos têxteis, por serem porosos, são avaliados pela metodologia ISO 18184.

Vale ressaltar que ambas as normas são de avaliação abrangente, ou seja, diferentes modelos de vírus e bactérias são avaliados por análise. Desta forma, pode-se garantir a segurança da contaminação cruzada.

Pensamos juntos, a preocupação com Salmonella em uma indústria de alimentos é muito maior do que no mercado hoteleiro (considerando têxteis de cama), já no mercado hospitalar, uma e.coli é muito mais preocupante do que uma staphylococcus.

E a aplicação na prática?

Depende! Mas como?

Isso mesmo, devemos avaliar suas características de máquinas, como: capacidade de carga, temperatura de banho, parâmetros de secagem e outros aspectos a mais.

Tal tecnologia é muito importante por se tratar de um atributo que muda consideravelmente o risco de contaminações cruzadas.

Portanto, ao conhecer seu processo e avaliar seus parâmetros de aplicação, aí sim poderemos propor a melhor maneira de alcançar os resultados que aprovarão frente às normas.

Acabou? Existem dados de solidez?

Não acabou! O melhor ainda está por vir.

Testes de aplicação na indústria com parâmetros de banho à quente e seguindo as recomendações do time de especialistas TNS, mostraram que o efeito nos tecidos (agora) antimicrobianos apresentam solidez a inúmeros ciclos de lavagem.

Mesmo com aplicação em peças prontas e em lavanderias.

 

Conclusão

Estes resultados demonstram a vanguarda da TNS e a vontade de inovar em mais um importante setor para a sociedade.

Os temas de economia e saúde andam sempre em nossas discussões na TNS, e com mais essa aplicação, asseguramos que podemos juntos melhorar nosso status de segurança às contaminações cruzadas.

Já imaginou se hospedar em um hotel o qual assegura que todos os seus têxteis – cortinas, lençóis, travesseiros – estão protegidos de contaminações cruzadas por bactérias e vírus?

Conte com a TNS para o seu setor, entre em contato com nossos especialistas para saber detalhes de nossas aplicações e produtos.

Fonte: TNS

Sem comentários

Deixe comentário

Translate »