Descubra aqui as diferenças entre os tipos de tecidos e fibras!4 min read

Há muitos tipos de tecidos e fibras no mundo da indústria têxtil que possibilitam a criação de várias modelagens de roupas diferentes. Cada tecido possui características singulares que ajudam na hora de produzir uma determinada peça do vestuário.

Com isso em mente, é importante, principalmente, para quem trabalha nessa área, compreender sobre o assunto para saber como o desempenho da produção do segmento têxtil pode crescer com qualidade. Ou seja, deve-se entender sobre a aplicação correta do tecido com o intuito de fabricar roupas cada vez melhores. Desse modo, pode-se aprimorar a atuação do serviço que a sua empresa fornece.

Esse assunto é de seu interesse? Então acompanhe a leitura com atenção e saiba mais sobre as diferenças entre os tipos de tecidos e fibras!

Linho

O linho é derivado de uma planta herbácea e, por não ter em sua composição outras misturas de fibras, é considerado um tecido nobre. Além disso, é muito resistente —apresenta uma alta durabilidade, que eleva após cada lavagem — e bem mais rigoroso do que outros materiais — como algodão e fibras naturais.

A sua utilização no mercado têxtil é bastante versátil, tendo em vista as suas particularidades, como maciez ao toque e sofisticação visual. Por isso, o linho é ideal para produzir camisas sociais em gramaturas baixas, roupas de cama e de mesa, guardanapos etc.

O seu uso em altas gramaturas é ideal para criar itens que necessitam de tecelagem mais rígida, como almofadas, tapetes, entre outros artigos de decoração.

Algodão

algodão é uma fibra vegetal de coloração branca extremamente utilizada mundialmente. Tendo em vista que se trata de um tecido, a sua grande popularidade ocorre por:

  • é altamente confortável, leve, suave e macio ao toque;
  • durável a muitas lavagens;
  • descomplicado na hora de passar, sem danificar a peça;
  • fácil de adquirir outras cores por meio de tingimento;
  • entre outros.

A sua composição é livre de outras misturas de tecidos, sendo, dessa forma, um material puro e nobre. Por ser macio, é um tecido muito confortável que atua perfeitamente em peças de roupa de cama e mesa, toalhas de banho e rosto, peças de vestuário e roupas íntimas etc.

Fibras artificiais

Alguns exemplos de fibras artificiais são a viscose, o acetato e o lyocel. Esses tecidos são fabricados pelo homem, mas contém em sua composição algum polímero natural que é manipulado para virar fibras.

Esse material se configura como bastante resistente, tem toque agradável e dificilmente amassa. Outro fator favorável é que quase não desbota.

Um ponto negativo, por sua vez, é que esse tipo de fibra deve ser passado em temperatura baixa, pois concentra eletricidade estática com facilidade. Com isso, pode-se queimar a peça, caso não se tenha cuidado.

Fibras sintéticas

As fibras sintéticas são criadas pelo homem por meio de matéria-prima de produtos químicos, como da indústria petroquímica. Alguns exemplos de tecidos são:

  • poliéster;
  • acrílico;
  • poliamida;
  • elastano;
  • entre outros.

O tecido produzido é resistente e quase não desbota. Além disso, seca rapidamente e amassa pouco. Por outro lado, pode impedir a absorção da transpiração, deixando a peça com cheiro de suor. Deve-se ter cuidado, também, ao passar esse tecido para não danificá-lo com o calor. O ideal é utilizar temperatura baixa.

Fibras naturais

As fibras naturais são retiradas da própria natureza e são classificadas em vegetal, animal e mineral, de acordo com a sua origem. Assim, pode-se obter fibras de coco, lã, seda, algodão, entre outros.

Esse tecido é prático ao uso e bastante durável e resistente. Além disso, é confortável e apresenta toque gostoso com flexibilidade. Dois pontos negativos em relação às fibras naturais é que amarrotam facilmente e podem perder a coloração com os desgastes de uso, lavagens etc.

Viu como é essencial ter conhecimento sobre os tecidos e as suas particularidades? É com esse aprendizado que se pode elaborar peças com mais qualidade e beleza. É possível, assim, fazer o seu negócio evoluir com mais qualidade, junto da satisfação do cliente.

Entendeu melhor sobre as diferenças entre os tipos de tecidos e fibras? Que tal saber também sobre o que há de mais moderno em tecnologia para a indústria têxtil? Não fique de fora dessa!