Qual o real poder dos influencers de moda?5 min read

Os influencers de moda são pessoas que contam com um público fiel e engajado em suas páginas online e, em alguma medida, têm capacidade de influenciar o desejo de compra de seus seguidores.

Um dos principais aspectos da internet é seu caráter democrático, isto é, qualquer cidadão pode usá-la tanto na área pessoal quanto na profissional. Desse modo, aparecem vários empreendedores digitais nos mais diversos campos, o que deixou o mercado mais acirrado.

Nesse sentido, é preciso usar os métodos corretos para divulgar seu estabelecimento. Logo, os influenciadores se fazem muito necessários. Dessa maneira, continue a leitura e saiba o real poder dos influencers de moda!

O que são os influenciadores digitais?

As pessoas que acompanham as novidades nas redes sociais já ficaram sabendo sobre os influenciadores digitais, que se tornou muito comum nos últimos anos.

É necessário ressaltar novamente que os influencers são indivíduos dos mais distintos setores de atuação, que têm muitos seguidores nas mídias sociais, por exemplo, no Instagram. Eles usam sua de capacidade de persuasão para ajudar na construção de opiniões e se destacam por seu trabalho intenso nas plataformas digitais.

Várias pessoas conseguiram destaque a partir de canais de YouTube, blogs ou perfis em redes sociais.

Como e quando surgiram os influenciadores digitais?

No século XIX, a recém-lançada marca de ingredientes de panqueca Aunt Jemina decidiu contratar uma ex-escrava chamada Nancy Green para ficar estampada na embalagem de seu grande produto. A ação foi um sucesso. Os clientes gostaram da propaganda que mostrava uma figura carismática na capa. Logo, no começo, o negócio recebeu mais de 50 mil pedidos de massa de panqueca. Além disso, a Nancy Green teve um contrato vitalício para se tornar porta-voz da marca.

Então, foi a primeira fase em que os empreendedores descobriram o poder da influência de um famoso ou de um personagem fictício. Em meados do século XX, a Disney criou o Coelho Osvaldo, que foi o seu primeiro garoto-propaganda. Ele apareceu antes mesmo do Mickey Mouse. Foi lançado com a finalidade de concorrer com o Gato Félix, que estava fazendo muito sucesso no cinema.

Nesse sentido, é importante destacar que em 1960 e 1970 o termo influenciador ganhou mais destaque e começou a ser mencionado em livros impressos.

A segunda fase acontece principalmente por causa da popularização da televisão. A legião de fãs dos pop stars da música e do cinema atravessaram fronteiras e ocasionaram o aparecimento de ícones globais. E as marcas começaram a se associar a essas estrelas. Um exemplo é a propaganda do refrigerante Pepsi na televisão nos anos 80.

No mercado brasileiro existem bons modelos de garotos-propagandas. Carlos Moreno passou quase 40 anos fazendo propaganda para a Bombril. Suas aparições nos intervalos comerciais foram intensas e marcantes. Outro importante clássico é Sebastian, que estrelou em 1990 em uma campanha da C&A no Brasil.

A terceira fase surge na era digital. Para compreender a evolução e a história do marketing de influência, é fundamental antes analisar o progresso das formas de comunicação na internet. Em 2008, por exemplo, essa atividade de influenciador começou a ser a mais forte nas mídias sociais.

Em 2010, aparecem sistemas de propaganda online mais criativos, como o native advertising e a mídia programática, facilitando uma relação direta entre as diversas marcas e as plataformas. Durante esse período, os influenciadores se tornam populares em meios que priorizam vídeo e áudio, como Instagram, SnapChat e YouTube.

A partir de 2014, os empreendedores direcionaram sua atenção para os influenciadores, solicitando cada vez mais qualidade na criação de conteúdo. O modelo de influência também melhora.

Sendo assim, os influenciadores deixaram de ser meros rostos conhecidos para audiência que, na verdade, pertencem a grandes grupos de mídia, como emissoras de TV, jornais ou estúdio de cinema. Eles começaram a conseguir suas próprias audiências, tendo gerenciamento sobre elas sem depender da interferência dos veículos de comunicação.

Dessa maneira, o modelo parceria de conteúdo apareceu com uma opção mais evoluída do que a contratação de garoto-propaganda porque conta com legitimidade da mensagem.

No ano de 2016, os investidores perceberam que as oportunidades também estavam nos microinfluenciadores. E, consequentemente, começaram a aparecer casos de sucessos de marcas que decidiram realizar parcerias com microinfluenciadores, melhorando o alcance de vendas.

Em 2017, os empreendimentos potencializaram o marketing de influência. Assim, esse ramo só cresce e a lojas conseguem melhorar seu desempenho de forma significativa.

Por que fazer parceria com influencers de moda?

Os influenciadores de moda apresentam uma elevada capacidade de mobilização no mercado. Essa ação pode ser primordial no momento de delimitar alguma estratégia de marketing digital, especialmente se seu foco for vender algum serviço ou produto.

Quando você tem uma pessoa com uma boa audiência divulgando sua empresa, é possível que os seus seguidores aceitem a recomendação e adquiram os seus produtos.

Além do mais, os influenciadores de moda são pessoas que sabem muito bem sobre o ambiente virtual, já que passam boa parte do tempo conectados e em contato com seus seguidores. Mas existem diversas vantagens relacionadas aos influenciadores. Confira:

  • público segmentado;
  • elevado alcance;
  • múltiplos canais de comunicação;
  • aumento da produção de conteúdo;
  • resultado calculável;
  • valores negociáveis;
  • seguidores engajados.

Portanto, os influencers de moda são muito importantes para as lojas que desejam potencializar suas venda e se destacar no mercado. Os influenciadores podem ajudar nesse trabalho de maneira eficiente e satisfatória. Para você conseguir bons resultados é necessário que você prefira aqueles que tenham o público-alvo parecido com seu. Nesse contexto, avalie sobre a importância e a necessidade de um influenciador para sua empresa.

Gostou do nosso post? Então, deixe um comentário com a sua opinião ou para partilhar seus conhecimentos sobre o tema!