Você conhece os principais tipos de sensores na indústria têxtil?6 min read

Os sensores na indústria consistem em dispositivos que serão responsáveis por detectar e responder as entradas advindas do ambiente físico. Vale destacar que é considerada como entradas a luz, umidade, pressão, movimento, calor e qualquer outra variável que consiga ser detectada.

Nesse sentido, os sensores são de grande importância para as indústrias, independentemente do segmento a que se referem, visto que eles garantem a segurança dos colaboradores, detectam qualquer movimento, monitoram tudo o que acontece na linha de produção, dentre outros benefícios para a organização.

Além disso, os sensores podem ser usados em uma enorme quantidade de instrumentos eletrônicos, que dependem de sua interface para funcionar, indo desde as máquinas industriais até os equipamentos automotivos, médicos e muitos outros.

Continue a leitura e conheça os principais tipos de sensores na indústria têxtil!

Sensor de temperatura

A temperatura é um fator primordial para muitos processos industriais e tem que ser diariamente monitorada, com o propósito de operar máquinas e sistemas com eficiência e segurança.

Assim sendo, uma solução prática e confiável para medição de temperatura são os sensores e transmissores eletrônicos de temperatura, ou seja, sensores de temperatura. A confiabilidade não é apenas obtida por meio de repetitividade e alta precisão, entretanto, existem no mercado várias opções de interfaces entre o processo e o operador.

É importante destacar que em aplicações industriais, a temperatura pode ser calculada utilizando termômetros de resistência ou termopares. Os termômetros de resistência conseguem esse objetivo por meio de resistência elétrica sensível à temperatura.

Sensor indutivo

Os sensores indutivos são conhecidos como sensores de proximidade. Existem modelos modernos equipados com iluminação traseira para ocasionar mais visibilidade na comutação, com a finalidade de facilitar e agilizar na identificação de eventuais contratempos na manufatura. Eles são capazes de detectar elementos metálicos, sejam em aço, ferro, aço inox, latão ou alumínio.

Sensor de posicionamento linear

Os sensores de posicionamento linear também são conhecidos como transdutor linear. Esse equipamento transmite um sinal analógico conforme o posicionamento de seu elemento atuador. É possível encontrar variados tipos de transdutores lineares para aplicações nas empresas, cada um com distintos princípios de funcionamento: princípio indutivo, potenciométrico ou magnetostritivo são os mais usuais.

Em relação ao sensor magnetostritivo, é importante destacar que o elemento de medição é o guia de onda (tubo de cobre em seu interior). É também utilizado um elemento atuador (ímã permanente).

Por meio de um efeito magnetostritivismo forma-se uma onda mecânica (deformação). A distância é estabelecida a partir do tempo que essa onda leva para chegar ao conversor de sinal.

A elevada linearidade e repetitividade, robustez, precisão e medição sem contato com o elemento atuador são os principais aspectos desse modelo de sensor — que acaba sendo empregado em aplicações de controle de movimento em cilindros pneumáticos, em máquinas ou, até mesmo, para o gerenciamento de nível de tanques, por exemplo.

Sensor ultrassônico

Os sensores ultrassônicos proporcionam transmissão de sinal ultrassônica com detecção e processamento da intensidade de retorno por tempo para a detecção de formas e objetos.

Eles são capazes de emitir pulsos ultrassônicos de maneira cíclica caso um objeto, no local desejado, reflita os respectivos pulsos. Já o eco resultante é reconhecido e convertido em um sinal elétrico. Existem versões com saída digital dupla ou simples, analógico em tensão ou corrente. Também há modelos específicos para a detecção de folha dupla.

Sensor de pressão

O sensor de pressão é aplicado em ambientes de fabricação de produtos mais robustos. No mercado, há modelos com elevada resolução, amplificador a parte, display e invólucros compactos, bem como vários tipos de saída e faixas de pressão.

Dessa forma, esses instrumentos eletrônicos são direcionados para pressão diferencial, com bargraph, display duplo e anticorrosivo. Além do mais, existem diversas versões para ar comprimido, líquidos e gases.

Sensor fotoelétrico

Os sensores fotoelétricos fazem uso de um chaveamento de saída (on/off) por meio de um transmissor de luz e um receptor. São aplicados na automação de várias máquinas industriais, incluindo controles de produção, embalagens e outros.

Dessa maneira, são sensores na indústria que se destacam por gerar informações a respeito do contraste ou luminescência, retro reflexivo, distância, cor e área monitorada.

Além disso, são capazes de garantir a segurança dos funcionários, intensificando a proteção das mãos, dos dedos e dos braços do operador da máquina. Para tanto, incluem um controlador de segurança com classe de proteção 4. Logo, ele é essencial para a segurança humana.

Sensor magnético

Os sensores magnéticos são ativados por campos magnéticos e são adequados, principalmente, para detecção de pistões em cilindros pneumáticos — isso porque os campos magnéticos são capazes de adentrar metais não magnetizados. Esse modelo de sensor reconhece ímãs permanentes instalados em um pistão através do corpo de alumínio do cilindro.

Sensor capacitivo

Os sensores capacitivos detectam qualquer tipo de massa, logo, podem reconhecer a presença de líquido, objetos plásticos, orgânicos e também os metálicos detectados pelos sensores indutivos. É importante destacar que as detecções também acontecem sem que exista contato físico e, além de distância e posição, os capacitivos realizam medições de deformação, espessura, nível em tanques, desgaste ou vibração, por exemplo.

O seu princípio de funcionamento é baseado na variação de capacitância, na qual é gerado um campo eletrostático por meio de um oscilador controlado por capacitor. Sendo assim, quando algum objeto é detectado, o valor da capacitância varia, ocorrendo o chaveamento.

Dessa maneira, para escolher o sensor mais adequado, é fundamental avaliar os trabalhos industriais de sua organização para selecionar o sensor adequado para o bom andamento de todos os processos a que está colocado e proporcionar excelentes resultados à produção industrial.

Portanto, ao buscar o melhor sensor para a sua indústria têxtil, procure por uma empresa especializada em automação e controle de processos industriais, que tenha uma equipe altamente capacitada, com grande competência para analisar as necessidades de automação de qualquer processo de produção. No mercado brasileiro existem várias organizações que proporcionam uma linha avançada de sensores na indústria a um custo acessível.

Gostou das informações do nosso post? Quer continuar aprendendo sobre o assunto? Então, nos acompanhe nas redes sociais para ficar por dentro das atualizações. Estamos no Facebook, LinkedlnTwitter e Instagram!