FCEM Febratex GroupArtwork Business 4 boas práticas de como evitar o desperdício na indústria têxtil3 min read

4 boas práticas de como evitar o desperdício na indústria têxtil3 min read

Evitar desperdícios é uma prática que só traz vantagens, desde a contribuição ambiental até a redução de custos. Grandes indústrias já aderiram a modelos de produção e políticas que privilegiem o uso consciente de todos os recursos. Porém, o desperdício na indústria têxtil pode ser revertido também nos pequenos e médios negócios e de várias formas. Basta utilizar criatividade e uma gestão consciente dos insumos.

Neste post, você encontrará quatro boas práticas para rever gastos desnecessários e melhorar a performance de custos na linha de produção. Continue a leitura e descubra quais são elas!

1. Reutilizar retalhos

Resíduos de tecidos, quando descartados incorretamente, causam poluição com diversas consequências, refletindo, inclusive, na população. A boa notícia é que existem maneiras de dar a eles novos destinos. A primeira delas é a reutilização pela própria fábrica, submetendo esse material a reprocessamento para gerar novos tecidos ou novas peças. Por exemplo, a principal matéria-prima para a produção de fios de rede e de barbante são as sobras têxteis.

2. Produzir peças com identidade sustentável

Outra maneira de dar um destino rentável para os resíduos é iniciar uma nova linha de produtos a partir de reciclagem ou trabalhar em parceria com pessoas ou organizações que realizem novos processos de confecção, geralmente artesanais.

O mercado de produtos sustentáveis tem crescido e determinados perfis de consumidores preferem prestigiar marcas que compartilhem dessa preocupação com o cuidado ambiental. Portanto, produzir peças recicladas ou colaborar de outra forma para que isso ocorra, além de lucrativo, contribui para investir na imagem da empresa.

3. Planejar o corte

A reciclagem de alguns resíduos na indústria têxtil pode ser complexa, pois exige a separação das fibras por material para que se torne fio novamente. Por essa razão, uma das formas de minimizar o impacto de restos industriais é evitar desperdícios. Realizando corretamente o corte das peças, essas sobras diminuem, já que, muitas vezes, os retalhos são produtos de um mau planejamento no corte dos tecidos e na programação das máquinas.

4. Praticar a sustentabilidade

Quando falamos em desperdício, não devemos pensar apenas no mau uso da matéria-prima. A postura sustentável começa pelas atitudes individuais de cada funcionário e deve ser estimulada por meio de treinamentos e conscientização.

Geralmente, a linha de produção é um grande gargalo de gastos desnecessários. Porém, atitudes como apagar a luz em ambientes que não estão sendo utilizados, atualizar o maquinário para otimizar o processo, programar a logística de entrega de maneira concentrada por região, criar formas de reutilizar água também são responsáveis por influenciar na economia do negócio.

Atualmente, existem iniciativas que unem design, moda, artesanato, tecnologia e sustentabilidade em resultados criativos e que aumentam o aproveitamento de materiais e o uso consciente de recursos. Essa é uma estratégia eficaz de fabricação, que promove uma importante colaboração para um consumo controlado e racional. Sem contar na importante contribuição ambiental ao dar um destino correto ao que sobra da manufatura.

Evitar desperdício na indústria têxtil é uma tática de negócios que gera economia, lucro e novos negócios. Vale a pena repensar a metodologia de trabalho e criar novas possibilidades.

Essas dicas foram úteis? Então nos siga nas redes sociais e conheça outras boas práticas que podem melhorar a rentabilidade de sua empresa. Estamos no FacebookTwitterInstagram e LinkedIn!​