Saiba mais sobre a digitalização das empresas no mundo pós-coronavírus5 min read

Uma das consequências da pandemia do coronavírus foi a necessidade de acelerar a digitalização das empresas. O mercado pós-Covid-19 não será o mesmo. A transformação do modelo de consumo, que já vem acontecendo há anos, foi completamente acelerada nos últimos meses. Com a maioria dos estabelecimentos físicos fechados, as pessoas estão, mais do que nunca, consumindo digitalmente.

Sem a presença de público, shows agora são transmitidos a partir da casa dos artistas, patrocinados por diversas marcas e visualizados por muito mais gente do que qualquer arena de espetáculos. Ao apontar para o QR-Code, o consumidor acessa uma página com as peças do look utilizado pelo artista, com um desconto de 15%.

Com o fechamento do comércio presencial, o impacto negativo está sendo sentido por todos. No entanto, as empresas que apostaram na transformação digital estão colhendo os frutos. Com muitos brasileiros experimentando as compras online pela primeira vez, as vendas online aumentaram 30% nas primeiras semanas de abril, segundo a Abcomm.

O que é a transformação digital?

Na era do cliente, o mundo mudou. O consumidor é digital. As pessoas são digitais. Portanto, as empresas precisam seguir o mesmo caminho. Tamanho não vai ser necessariamente um atributo que fará a diferença, mas sim a forma com que os negócios conheçam e se conectam de forma inovadora com cada cliente

As empresas que não se digitalizaram estão sofrendo mais impactos do que as outras nesta quarentena. Por outro lado, as que estão pensando no futuro já conhecem os benefícios, como aumento da rentabilidade e posição de dominância no mercado.

É importante destacar que não é algo muito simples, mas que pode ser adotado por empresas de todos os portes. São necessárias mudanças estruturas e culturais, que coloquem a tecnologia no centro da estratégia, aumentando a performance e alcance dos negócios.

Com a aceleração da necessidade de digitalização, a indústria 4.0 virou questão de tempo. Quem estiver à frente certamente vai ter maiores possibilidades para manter-se competitivo. E essa atitude começa na mudança de mindset do negócio.

Como está ocorrendo a digitalização das empresas?

Segundo a Salesforce, são quatro os pilares da transformação digital:

Mobilidade: como as empresas estão utilizando os recursos de mobilidade para impulsionar os resultados?
Inteligência: como os dados são usados e como as informações de vendas são transformados em valor?
Conectividade e integração: os processos de negócios das empresas brasileiras são automatizados, conectados e integrados?
Velocidade e produtividade: como é o ritmo do processo de negócios, a digitalização e os níveis de velocidade e produtividade?

Com tantos dados à disposição, as decisões são tomadas com uso da inteligência artificial, com informações transmitidas em tempo real através de analytics.

O e-commerce é um segmento que vem sendo bastante utilizado também por pessoas que estão experimentando esse modelo pela primeira vez. Devido à pandemia do coronavírus, a Amazon, por exemplo, anunciou a contratação de 175 mil funcionários para atender a crescente demanda de vendas.

Mais de 40% das empresas do Brasil partiram para o trabalho remoto para os negócios continuarem. De casa, os profissionais se mantêm conectados pelos aplicativos de mensagens, reuniões e projetos. Para superar os desafios do home office e manter as equipes alinhadas, o Zoom se tornou um dos apps mais baixados no país e no mundo. E, justamente como uma oportunidade para trabalhar a mudança cultural interna, o home office vai digitalizar os colaboradores.

Praticamente tudo estará na nuvem. Processos, projetos, documentos poderão ser acessados a qualquer momento a partir de qualquer dispositivo. Além da acessibilidade, outros benefícios são a agilidade na busca, economia de espaço e segurança contra perdas.

Digitalização das empresas na indústria têxtil

A indústria da moda também terá impactos negativos decorrentes da pandemia. E a digitalização das empresas do setor têxtil também será um trunfo para quem estiver à frente do mercado.

As vendas online no segmento de moda, segundo levantamento da pesquisa “Impactos do Covid-19 no Comportamento do Consumidor Brasileiro de Moda”, cresceram 48,9% em março em relação ao mesmo período de 2019.

As estamparias hoje em dia estão enfrentando grandes desafios. A startup Prints Connection ajuda estamparias e estúdios a se transformarem digitalmente de forma rápida e eficiente. Com sua plataforma, clientes e times de vendas têm acesso imediato a todas as estampas da sua empresa e podem visualizá-las em diversos mockups, aumentando e diminuindo o zoom, de uma forma interativa e ainda localizando o desenho no produto final para simulação. Todas as anotações sobre tecidos, artigos e quantidades são salvas ali mesmo ao fazer uma reserva ou um pré-pedido online.

A Prints Connection também desenvolveu um ecossistema de estúdios que também utilizam sua plataforma. As estamparias podem conectar estúdios parceiros em sua plataforma de vendas, oferecendo uma variedade de desenhos de diferentes estúdios de maneira rápida, fácil e em tempo real.

Impossível falar de digitalização das empresas sem falar em marketing digital

Otimização do site

Com mais pessoas navegando pela internet, seu site deve estar preparado para receber um aumento de tráfego. Analise como está a velocidade de carregamento do seu site para que o usuário não desista de esperar. Atraia possíveis consumidores com conteúdo de qualidade, que traga o conhecimento necessário a eles.

Redes sociais

As redes sociais foram um dos inícios da digitalização, revolucionando a forma com que as pessoas se comunicam. As empresas vão conversar cada vez mais com seus clientes. Crie canais para escuta. Ouça o que eles têm a dizer.

A humanização e a velocidade serão fundamentais. Observe seus clientes e entenda o que eles estão vendo e precisando. Se talvez não seja possível obter alto retorno financeiro, aposte na conexão emocional com o consumidor, o que poderá ganhar pontos com ele para o futuro.