Como criar uma marca de roupa própria? Confira 5 dicas e cuidados5 min read

Criar marca de roupa é um passo importante para uma empresa, trazendo mais visibilidade e diferencial competitivo. Porém, o processo de criação de marca não consiste em uma tarefa considerada muito simples.

Para alcançar o sucesso almejado, é preciso bastante pesquisa. Afinal, é necessário definir o público-alvo, design e diferencial das peças, identidade e propósito da marca e fazer a análise de mercado, entre inúmeros outros fatores.

Apenas seguindo esses passos pode-se construir uma marca forte e permanecer no mercado. E para ajudar nessa missão, escrevemos este artigo com 5 dicas fundamentais para quem deseja criar marca de roupa própria. Confira!

1. Escolha fornecedores de confiança

Escolher bons fornecedores de matérias-primas é importante para manter o padrão de qualidade das peças, o que vai agregar valor para a marca. Por isso, avalie o conforto, durabilidade, tecnologias usadas etc.

Também é fundamental pesquisar os prazos, preços, experiência no mercado e taxas de envio dos fornecedores. Se optar por trabalhar com empresas nacionais, por exemplo, os preços podem ser menores do que os internacionais. Apesar disso, muitos deles oferecem uma variedade menor de produtos, o que pode afetar o sucesso da marca, dependendo dos objetivos.

Outro ponto importante é buscar fornecedores que sejam eticamente corretos. Afinal, nos dias atuais, os consumidores têm interesse em saber se os funcionários são bem remunerados e trabalham em ambientes seguros. Isso pode afetar positiva ou negativamente a visão que eles têm da marca.

Participar de feiras da indústria têxtil é uma excelente oportunidade de conhecer fornecedores. Assim será possível avaliar os prós e contras para encontrar profissionais confiáveis que cabem no orçamento.

2. Tenha um diferencial competitivo único

Para ter sucesso ao criar marca de roupa, é preciso conquistar o mercado com peças inovadoras, que supram os anseios do público-alvo. A fim de driblar a concorrência, atrair e fidelizar novos clientes, as peças devem ter um diferencial competitivo que seja único.

As pessoas gostam de adquirir produtos de qualidade e desejam ser surpreendidas. Por isso, procure inovar no design, criando algo característico e específico para cada coleção.

Pesquise por novas tecnologias empregadas nos tecidos, como peças com tratamento antibacteriano, se o tecido é feito de forma sustentável. Ao definir o diferencial da marca, será possível direcionar o desenvolvimento do conceito da produção das peças.

3. Crie uma boa identidade visual

A identidade visual é algo muito importante, pois permite que os seus clientes reconheçam e se lembrem da sua marca. Ela deve transmitir confiança e estar em consonância com o produto a ser vendido.

Por meio dela, os clientes podem enxergar uma marca legítima e com potencial de crescimento. Isso sem contar que permite se destacar em meio a tantos concorrentes.

A identidade deve ser o DNA da marca e envolve muita pesquisa, considerando o estilo das roupas, é imprescindível definir antes o público-alvo. A criação da identidade visual permite que a logo, folders, etiquetas personalizadas para as peças etc. estejam de acordo com a proposta da marca.

Conforme ela evolui, o processo de definição e desenvolvimento da identidade visual continua. Isso, porque, à medida que o público tem contato com a marca, é possível se aprimorar na comunicação com ele.

4. Conheça bem o seu público-alvo

Outro ponto fundamental na criação de uma marca de roupas de sucesso é conhecer bem o seu público-alvo. Um erro grande e comum na hora de gerar um produto é não determiná-lo. No caso de criar uma marca de roupa, as dificuldades já começam no momento de pensar no tipo de roupa que vai confeccionar.

É preciso definir se o foco será em roupas masculinas ou femininas, idade e faixa salarial do potencial cliente etc. Se for uma marca para jovens, o portfólio pode conter camisetas, grande variedade de calças e bermudas jeans, entre outras peças.

Quando o público-alvo é grande, é preciso que ele seja dividido em pequenos grupos. Por exemplo, caso as roupas sejam voltadas para mulheres de todas as idades, divida em faixas etárias. Afinal, cada fase da vida há um gosto para diferentes tipos de roupas, e só assim será possível criar um produto atrativo que o público deseja adquirir.

Conhecer o público-alvo possibilita não só entender a direção em que se deve conduzir a marca. Também ajuda até mesmo descobrir nichos de mercado carentes, permitindo que a sua marca se destaque e obtenha melhores resultados. Há várias formas de saber mais sobre o seu público-alvo, como conversar com seus clientes em potencial sobre que marcas eles costumam comprar e o que esperam dos produtos, como preços acessíveis, qualidade, variedade.

5. Tenha um propósito de marca bem definido

O propósito da marca refere-se ao motivo pelo qual ela existe. Ou seja, vai muito além da qualidade dos produtos ou do que a empresa faz, mas sim o que ela deseja oferecer para um mundo melhor. Nesse sentido, o propósito ajuda a nortear a cultura organizacional para atingir os objetivos da marca.

Os consumidores desejam adquirir marcas de roupas que reflitam os seus próprios valores. Desse modo, é fundamental se posicionar de maneira a poder expressar as ideologias do consumidor almejado.

Com um propósito bem definido, a marca pode encontrar um foco, que servirá como base para a criação dos elementos que vão fazer parte dela. Esse propósito deve integrar as mensagens a serem transmitidas por sua empresa.

Como foi visto, criar uma marca de roupa exige muito planejamento estratégico e atenção aos detalhes. Lembrando que participar de feiras e eventos do setor é fundamental para se manter por dentro das novidades e ter um bom direcionamento para desenvolver a sua marca.

A Febratex Group é uma empresa especializada em promover e organizar feiras e eventos voltados ao setor têxtil. Entre em contato e se informe sobre os nossos próximos eventos.