Conheça o comportamento do consumidor brasileiro no mercado têxtil6 min read

Todo bom empreendimento começa a partir de uma análise do seu público-alvo. Por isso, é tão importante que as empresas do setor têxtil tenham conhecimento do comportamento do consumidor brasileiro. Dessa maneira, é possível entender quais são as suas necessidades, a fim de atendê-las e melhorar a satisfação dos clientes.

Para conhecer melhor os seus consumidores, é interessante começar analisando os costumes mais comuns da maioria das pessoas e, só então, passar a estudar as peculiaridades de cada grupo. Entender as motivações que levam tais pessoas a tomarem alguma decisão é fundamental para melhorar o marketing e o engajamento da empresa com seu público.

Pensando nisso, fizemos este post para tratar da relação do comportamento do consumidor brasileiro com o mercado têxtil. Tem interesse em entender mais sobre este assunto? Então continue a leitura!

O impacto das tendências de moda nos brasileiros

As maiores tendências da moda surgem a partir da criação dos grandes estilistas, que mostram suas obras em passarelas mundiais e desfiles nos países mais influentes, como a SPFW (São Paulo Fashion Week), a Semana de Moda em Paris, entre várias outras.

No entanto, a maioria do público consumidor não tem acesso direto a esses eventos. Desse modo, a transmissão das informações acontece por meio das publicações em mídias sociais.

Como o meio digital tem profunda influência no poder de compra de uma pessoa, torna-se mais que necessário que os produtores tenham acesso a essas referências, estando atentos às novidades, a fim de produzir exatamente o que seus clientes procuram.

A internet não estimula somente a decisão de compra nos indivíduos, como também propaga pensamentos e ideais que podem criar novos grupos e comportamentos. Isso nem sempre é maléfico e pode ser bem usado pelas empresas.

Por exemplo, a nova onda é o consumo consciente. Para isso, muitas pessoas estão dando preferências às marcas transparentes, que mostram como seus produtos são feitos e qual o material usado. Com isso, o consumidor conhece mais os nomes que não utilizam mão de obra escrava, evitam testes em animais, colaboram com programas sustentáveis, entre outros ideais particulares.

O comportamento do consumidor brasileiro durante uma compra

Como visto, é comum haver um padrão de consumo entre uma nação, com o Brasil, não é diferente. Essas características em comum são úteis para prever o comportamento da população e utilizá-lo a favor dos negócios.

Confira, a seguir, alguns padrões que se repetem frequentemente entre os consumidores brasileiros!

Sazonalidade

Uma das características de parte da cultura brasileira é a ausência da educação econômica e de bons hábitos de compra. Desse modo, é possível perceber que existe uma espécie de sazonalidade no consumo da maioria da população, especialmente na classe média.

Exemplos são as compras de fim de ano, a época de décimo terceiro salário, as férias e as festividades. Nesse período, é comum que as pessoas gastem mais, inclusive, acima do que têm.

Já no começo do ano, há uma queda desse padrão, por conta das dívidas feitas nos meses anteriores. Assim, no decorrer do tempo, o nível de consumo torna-se mais regular, conforme as contas vão sendo quitadas.

Atração por ofertas

A intensidade de compras da população costuma aumentar durante as épocas de forte oferta. No setor de vestuário, isso acontece nas mudanças de estação, quando as lojas abaixam os preços de suas peças para trocar as coleções.

Por esse motivo, também é natural que as empresas que divulgam liquidações e promoções consigam que suas vendas aumentem em grande número em datas específicas, como Black Friday, Natal, Dia das Crianças, entre outros.

Afiliação com marcas

O consumo está muito associado ao status. As roupas, além de fazerem parte das necessidades básicas do ser humano, também são usadas como ferramentas de autopromoção.

Dessa forma, é comum que o público consumidor apresente uma preferência por marcas mais famosas e conceituadas. Uma boa estratégia para a indústria têxtil é fazer parcerias com esses nomes ou apostar no marketing para aumentar a visibilidade da própria empresa.

Busca pelo diferente

Os produtos básicos e padronizados perderam lugar para aqueles que apresentam uma possibilidade de personalização. As pessoas estão cada vez mais querendo demonstrar seu próprio estilo com aquilo que é de seu patrimônio.

A moda é o segmento comercial que mais sente esse efeito. Modelagens comuns deixaram de ser consideradas, enquanto que peças mais estilosas são mais compradas. Esse é um novo desafio para a indústria têxtil, por isso a necessidade de entender os desejos de seu público.

Preferência por lojas de departamento

As lojas de departamento conseguem oferecer praticamente tudo o que o consumidor brasileiro médio precisa, porém, em um valor e formas de pagamento acessíveis. Esse canal tem a tendência de oferecer cartões próprios, possibilitando o parcelamento da compra. Além disso, a personalização das peças tem sido uma das principais chaves para o seu sucesso.

Receio com o e-commerce

Embora o número de compras pela internet tenha crescido consideravelmente nos últimos anos, ele ainda não supera a preferência por estabelecimentos físicos. Essa evolução tímida aponta a insegurança do público com o comércio eletrônico, mesmo que ele esteja sendo muito impulsionado por influenciadores digitais.

Enquanto os empreendedores dessa modalidade não arranjarem meios de evidenciar que comprar online é tão conveniente quanto ir a um shopping, a intensidade das compras online continuará crescendo na média atual.

A exigência dos clientes com o mercado da moda

Seguindo as atuais tendências, a exigência do cliente com o mercado da moda se constitui em duas pautas: identidade e transparência. Produtos diversificados e personalizados são importantes, nesse momento, para que uma marca consiga alcançar a satisfação de seu comprador.

O mesmo vale para a transparência da produção. As pessoas querem saber mais sobre o que estão consumindo, por isso, as empresas que oferecerem detalhes sobre as suas políticas e meios de confecção levarão vantagem nessa era da informação.

Além disso, há também os elementos básicos que nunca deixam de estar nas preferências da população, como a qualidade do material, os preços acessíveis, a durabilidade do produto e o conforto na maneira de se vestir.

Conhecendo o comportamento do consumidor brasileiro, é possível realizar um planejamento para melhor atender aos seus requisitos, ainda que nem sempre sejam explícitos. Portanto, percebe-se que investir nas tendências atuais é um dos principais passos para fortalecer o empreendimento e ganhar reconhecimento perante a população.

E então, gostou deste conteúdo? Aproveite e saiba também como aproveitar uma feira especializada para a prospecção de clientes.