Entenda a diferença entre poliéster e poliamida e conheça a função do elastano6 min read

Entre as maiores revoluções do mundo da moda ocorridas no último século, a criação das fibras sintéticas é, sem dúvidas, uma das mais significantes. Esse tecido transformou o tradicional, garantindo durabilidade, elasticidade, praticidade, novas possibilidades de design e cores mais vivas.

As fibras sintéticas mais famosas no mercado são: poliéster, poliamida e elastano. Quer aprender mais sobre elas? Então, continue com a gente! Vamos explicar tudo sobre cada tecido, além das principal diferença entre poliéster e poliamida. Não perca!

Acesse o Markeplace Febratex

Acesse Markeplace Febratex

O que é o poliéster?

Criado na década de 1940 pelos químicos John Rex Whinfield e James Tennant Dickson, o poliéster é uma fibra sintética mais grossa e firme, com pouca elasticidade. É resistente à luz do sol e garante ao tecido uma grande durabilidade.

Roupas feitas de poliéster são uma excelente opção no caso das pessoas que costumam viajar muito, pois elas não precisam ser passadas para vestir de forma que a roupa caia bem ao corpo.

Trata-se de uma fibra sintética muito utilizada na composição de roupas do mercado fitness. Em relação ao preço, costuma ser mais baixo do que o da poliamida — sobre a qual falaremos mais abaixo.

Por esse motivo, é aconselhável sua compra pelos revendedores, pois o lucro em cima de cada peça ultrapassa 100% com muita facilidade. O poliéster também é excelente na recepção de desenhos (por meio do bordado, do silk e da sublimação).

Em que consiste a poliamida?

Desenvolvida na década de 1930 pelo químico Wallace Hume Carothers, a poliamida é uma fibra sintética que garante ao tecido um toque mais macio, sedoso e elástico. É muito utilizada na fabricação de lingeries, pois o toque delicado se molda perfeitamente às curvas do corpo feminino.

Outra característica da poliamida é o fato de garantir ao tecido uma refrescância, ou seja, a roupa estará sempre “geladinha”. Os tecidos feitos de poliamida costumam ser leves e confortáveis, perfeitos para a rotina.

Apesar de ser uma fibra sintética, a poliamida tem características próximas às das fibras naturais. Por esse motivo, o conforto promovido lembra muito o do algodão. A poliamida também absorve bem o suor e tem uma secagem rápida, o que é ótimo para os praticantes de atividades físicas.

Inclusive, assim como o poliéster, os tecidos feitos com poliamida predominam no mercado fitness. A composição entre as duas peças (normalmente, camisas de poliamida e bermudas, shorts ou calças de poliéster) costuma ser bastante adotada nas academias.

É uma fibra sintética muito utilizada também na fabricação de artigos esportivos, como barracas de camping, patins, roupas de esqui etc. À título de curiosidade, um automóvel comum tem cerca de 10% dos tecidos feitos de poliamida em sua composição.

Isso não serve apenas pelas vantagens da fibra sintética, como secagem rápida e conforto, mas sim pelo fato de a poliamida contribuir para a diminuição do peso do carro. Como resultado, o veículo fica mais veloz e há um menor gasto de combustível.

É importante lembrar que a poliamida nunca estará sozinha como fibra sintética na fabricação de um tecido. Cerca de 10% dos tecidos feitos de poliamida levam também o elastano, que tem uma série de vantagens. Falaremos dele a seguir!

Do que se trata o elastano?

Também chamado de Spandex, o elastano foi criado na década de 1950 pelo químico Joseph Shivers — que trabalhava na DuPont, empresa pioneira na criação de produtos feitos de borracha. Por sinal, o elastano e a borracha se tornaram grandes concorrentes.

O elastano é uma fibra sintética derivada do petróleo e muito utilizada na produção de tecidos finos ou extremamente elásticos. Uma informação que deve ser lembrada está no fato de não existir nenhum tecido feito totalmente do elastano: ele apenas faz parte da composição em muitos casos, conferindo mais resistência e qualidade.

Tecidos compostos por 2 a 3% de elastano costumam ter uma maior durabilidade, o que evita que a peça fique deformada ao longo do tempo. Já tecidos com 10 a 20% de composição de elastano, além da durabilidade, têm a garantia de elasticidade. Essa característica possibilitou que os fechos fossem dispensados em muitas roupas, trazendo de bônus uma enorme praticidade.

Além da resistência ao tempo, os tecidos feitos de elastano também são resistentes a acidentes envolvendo cosméticos ou outros produtos químicos, à água do mar e à oxidação. Roupas de ginástica, de praia e lingeries são exemplos de peças que contêm elastano. Uma dica para passar suas roupas feitas com esse tecido sem correr o risco de estragá-las é: use sempre o ferro em temperatura baixa.

Quais são as diferenças entre poliéster e poliamida?

Vimos que o poliéster e a poliamida têm em comum a secagem rápida e o fato de não amassarem com facilidade. Porém, os pontos de semelhança param por aí. As duas fibras sintéticas têm uma série de diferenças. O poliéster, por exemplo:

  • não tem uma boa absorção do suor;
  • é uma fibra sintética grossa e firme;
  • não tem muita elasticidade;
  • é um tecido quente;
  • não precisa ser passado.

Já a poliamida:

  • tem uma boa absorção do suor;
  • é um tecido leve, parecido com o algodão;
  • tem uma excelente elasticidade;
  • é refrescante
  • precisa ser passado (mas com o ferro em baixas temperaturas).

Portanto, poliéster, poliamida e elastano são fibras sintéticas que revolucionaram o mercado da moda de forma ímpar. O poliéster trouxe a durabilidade aos tecidos; a poliamida, a elasticidade e o conforto; o elastano, a resistência.

Ao comprar uma roupa, é muito importante ter consciência das vantagens e desvantagens de cada material. Se a sua intenção for garantir peças resistentes, que não amassem e sequem rapidamente, opte por aquelas com grande composição em poliéster.

Agora, se você está precisando de tecidos leves, frescos e elásticos, procure a poliamida. Já em casos de necessidade de tecidos bastante elásticos, próximos à borracha e com alta resistência, certamente o elastano será a melhor escolha.

Gostou de aprender mais sobre a diferença entre poliéster e poliamida, além da função de tecidos como poliamida e elastano? Então, não deixe de nos seguir nas redes sociais e aprender muito mais! Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn.

 

PS: Se você gostou do que leu, fique à vontade para compartilhar. Mas lembre-se de citar a nossa fonte como criadora do conteúdo pois, tão importante quanto respeitar a lei de direitos autorais, é valorizar o trabalho profissional que realizamos.

 

Conheça o Marketplace da Febratex